Peça uma proposta de quaisquer

Tipos de Container

Atendemos todo o país com as melhores propostas de todos os tipos de containers, de todas as utilizações, tamanhos e finalidades.
Peça uma cotação agora mesmo.





















    Container de 40 pés - Onde comprar ou alugar
    Receba uma cotação com nossos containers à venda e compre containers pelo melhor preço do Brasil.
    Container de 40 pés é grande para sua aplicação? Acesse nossa página dedicada ao Container de 20 Pés
    Precisando de containers para estoque de produtos? O container é uma ótima opção para quem precisa de espaço extra mas não quer construir.
    Aprenda a diferença entre os Containers Reefer e os Containers para refrigeração. Você Sabe?
    Se tiver interesse, acesse nossas páginas especiais sobre:
    Peça sua proposta dos nossos container à venda e compre o que você realmente precisa.
    Container restaurante são moda em muitas cidades, talvez pela praticidade de instalação. Faça uma cotação de container para lanchonete conosco.
    Container à venda na Container S/A
    Você já deve ter visto muitas construções utilizando o container como depósito de ferramentas ou vestiário. São os  e eles vieram para ficar.
    Você sabia que os containers foram inventados para padronizar o transporte de cargas? Os são um exemplo desta padronização de sucesso.

    Tipos de Container - Como comprar corretamente

    Containers na Logística

    Quando falamos sobre os tipos de container, imediatamente pensamos em logística, ou seja, nas melhores formas de transportar os produtos com rapidez e segurança. E não podemos deixar de ressaltar a importância dos containers dentro desse contexto, uma vez que ele é responsável por aproximadamente 95% das cargas transportadas pelos mares e o maior protagonista na evolução do transporte marítimo global.

    Tendo como ponto de partida o final da Segunda Guerra Mundial, quando a indústria retomava a sua produtividade e a qualidade do transporte era muito ruim, pois o objetivo era apenas reduzir o tempo de locomoção da carga do ponto A até o ponto B, o container surge como uma solução útil e barata.

    Foi Malcolm McLean, um empresário americano do setor de transportes, quem inventou e patenteou o container intermodal e a partir de então a logística de cargas, que antes era feita de forma braçal, por estivadores, agora seria mais prática e ágil.

    Há muitas décadas, desde 1956, quando o navio Ideal X transportou 60 containers do porto de Newark, em New Jersey, até o terminal portuário de Houston, no Texas, que a história do transporte de carga assumiria novos rumos.
    Como funciona o transporte de Containers ou Conteinerização e quais as suas vantagens?

    A conteinerização é utilizada como a solução ideal para transportar mercadorias entre portos, seja no caso de importação ou de exportação e para uma gama enorme de produtos como:

    • Carga Seca;
    • Carga a Granel;
    • Carga Frigorífica;
    • Carga Viva;
    • Carga Perigosa;
    • Carga Frágil;
    • Carga Líquida;
    • Carga de Minério e Cimento;
    • Carga de Veículos Automotivos;

    Vantagens da Conteinerização:

    Redução de custos com embalagens;

    Proteção da mercadoria por longas distâncias;

    Agilidade no transporte;

    Maior oferta de espaço para a carga;

    Custo de seguro mais baixo;

    Melhor organização em áreas de armazenagem;

    Principais tipos de Containers usados na logística:

    • Container Dry Box;
    • Container HC ou High Cub;
    • Container Open Top;
    • Container Ventilado;
    • Container Flat Rack;
    • Container Reefer;
    • Container Plataforma;
    • Container com Carregamento Lateral;
    • Container Abertura de Topo;
    • Container Tanque;
    • Container Graneleiro;
    • Container Bulk;
    • Containers Isolantes;
    • Container Coberta Marítima;
    • Container RO-RO;

    Agora que você já conhece os diversos tipos de containers, vamos aprender a usar cada um da forma mais adequada
    Como usar cada tipo de container:

    1. Container Dry Box, também conhecido como container básico intermodal, é o mais utilizado para transporte de carga seca e não perecível, como: alimentos, roupas, utensílios, caixas, pallets. Esse tipo de container é encontrado em dois tamanhos: 20 e 40 pés;
    2. Container HC ou High Cub tem a sua estrutura muito parecida com o container Dry, porém é mais alto e o mais usado para fazer modificações e ser usado como casa, escola, lanchonete;
    3. Container Open Top é o mais adequado para o transporte de carga que exceda a altura do container comum, por ter o teto removível;
      Container Ventilado por ter algumas aberturas ventiladas é usado para cargas vivas e produtos, tais como: café, cacau, plantas e sementes;
      Container Flat Rack esse tipo é o mais usado para cargas pesadas, compridas e com tamanho irregular, por ter apenas as duas paredes frontais, possibilita o carregamento pelo alto ou pelas laterais;
    4. Container Reefer ou container frigorífico é usado para cargas perecíveis e que necessitam de temperatura controlada, como: carnes, laticínios, frutas, produtos farmacêuticos. Ele é fabricado em aço inox e o revestimento interno é em poliuretano;
    5. Container Plataforma é, como o próprio nome diz, uma plataforma com piso reforçado e que transporta cargas como: chapas e tubulações muito grandes;
    6. Container com Carregamento Lateral é um equipamento utilizado quando o container precisa permanecer nos trilhos enquanto a carga é carregada ou descarregada;
    7. Container Abertura de Topo ou Open Top, como também é conhecido, é o preferido para transportar máquinas, mármores, vidro, por não possuir teto, são usadas lonas ou painéis em sua cobertura;
    8. Container Tanque permite o transporte de carga líquida e tem sido usado em sua grande maioria pela indústria naval. São fabricados com aço reforçado e material anticorrosivo, visando a segurança da carga a ser transportada;
      Container Graneleiro tem como sua principal característica, uma abertura na porta frontal e é apropriado para o carregamento de carga seca e a granel;
    9. Container Bulk usado para cargas não envasadas e em grandes volumes, como produtos químicos e materiais de construção;
    10. Container Isolante pode ser encontrado na versão ventilada e não ventilada e é eficaz para o transporte de cargas que não podem ser expostas a mudanças bruscas de temperatura;
    11. Container Coberta Marítima ele foi construído para ser adaptado a navios cargueiros, possui o topo aberto e o piso pode ser movido por uma manivela própria;
    12. Container RO-RO ou Roll On - Roll Off comumente usado para transportar veículos por longas distâncias e por ser um tipo de cargueiro gigante, possibilita que os automóveis entrem e saiam pelos seus próprios meios;

    Containers: seus diversos tamanhos e formas

    Recorrendo ao passado, temos que os primeiros containers tinham 33 pés. Hoje eles variam entre 20 e 40 pés e a principal diferença entre eles é o comprimento. Um container de 20 pés, tem um comprimento interno de 5,9 metros, já o container de 40 pés, atinge 12 metros de comprimento.

    Importação e Exportação: qual o papel do container nesse segmento?

    Quem pretende trabalhar no mercado de importação ou exportação, precisa conhecer um pouco sobre o “universo dos containers”, ou melhor, todas as informações importantes sobre essa “caixa de possibilidades”.

    Comecemos então falando que não é necessário comprar o container para realizar a importação de produtos, basta fazer a locação. Além disso, o custo do valor do uso do container, já está incluso no valor do frete, que para ser cotado necessita de informações como: tipo de produto, peso, tipo de embalagem, cubagem, até mesmo para indicar o tipo de container é mais recomendado.

    A importação e a exportação têm ainda outras exigências além do transporte a ser usado, estamos falando sobre os impostos, tributos e licenças, dependendo do tipo e qualidade da mercadoria a ser transportada.
    Documentos exigidos para importação e exportação usando containers:

    Abaixo alguns exemplos de documentos exigidos:

    • Declaração de importação;
    • Fatura comercial;
    • Conhecimento de embarque;
    • Licença de importação (LI), (se a legislação exigir para a carga especificada);
    • Packing list (ou romaneio de cargas);

    Precisamos ainda falar sobre o seguro do container

    Por que o seguro é essencial? A resposta é simples: pode acontecer um acidente e o container cair no mar durante o transporte. Então se a carga e o container estiverem segurados, haverá o ressarcimento do prejuízo.

    A boa notícia é que o valor do seguro é baixo, gerando em torno de 1% do valor da carga.

    Para contratar o seguro, existem duas maneiras: uma é por meio do agente de carga e a outra é diretamente, por uma empresa especializada em seguro de cargas internacionais. Essa contratação pode ser feita através de uma apólice aberta, que vale por um período específico para todos os embarques ou o seguro de importação por importação, ou seja, por cada embarque feito. O prazo máximo de indenização, após ter sido entregue toda a documentação prevista na apólice, é de 30 dias.

    O seguro cobre os prejuízos causados ao container?

    Caso o seguro seja de carga internacional, não cobrirá os danos causados ao container, porque esse equipamento não é mercadoria, nem embalagem. Dessa forma, qualquer perda ou avaria no container será de responsabilidade do armador. Para proteger bens de terceiros, assim como o container, o terminal contrata o seguro de responsabilidade civil, com cobertura específica.

    Containers na Construção Civil

    Isso mesmo, você não entendeu errado, os containers ou estruturas modulares têm sido usados na construção civil e com várias possibilidades, visto que reduzem custos, produzem um baixo impacto ao meio ambiente, possibilitam mobilidade e durabilidade. Porém há diferença entre os dois.

    Os containers são usados como depósitos e canteiros de obras;

    As estruturas modulares ou módulos habitacionais surgiram da ideia de reaproveitamento dos containers, que eram descartados após alguns anos de uso.

    Os containers podem ser empilhados em até 12 (doze) unidades quando vazios e mesmo se tratando de estruturas de aço, são leves e confeccionados para um encaixe perfeito. Por ter a sua forma retangular, os containers são adequados à arquitetura modular e são compatíveis com uma variedade de materiais, possibilitando a escolha de qualquer fachada que se queira.

    Quando surgiu a ideia de usar o container como módulo habitacional?

    Sabe-se que a primeira vez que o container foi usado como abrigo foi no ano 2000, na região portuária de Londres, na Inglaterra. Isso aconteceu com a junção de vários containers, com formatos diferentes, encaixados de forma flexível, criando uma construção modular. Essa construção obteve tanto sucesso, que foi surgindo a necessidade de produções mais bem elaboradas e adaptáveis e que oferecessem mais conforto aos seus usuários.

    Hoje, com tantas inovações, eles são usados das mais diversas formas:

    • Banheiros;
    • Cozinhas;
    • Escolas;
    • Restaurantes, bares, lojas, lanchonetes, refeitórios;
    • Pequenos, médios e grandes empreendimentos imobiliários;
    • Dentre outros projetos;

    Quais são os containers ideais para uso na construção civil?

    São três os containers mais usados na construção:

    O container Dry Standart é o mais utilizado, pois tem a estrutura completamente fechada, com uma porta ao fundo. Essa característica, torna esse tipo de módulo ideal para a construção de imóveis, pois precisa de poucas alterações;

    O container High Cube é também um dos mais usados em construções de imóveis, por ter medidas que possibilitam a criação de ambientes proporcionais a de uma casa e por ter transportado, enquanto seu uso na logística, cargas não tóxicas.

    O container Reefer é ideal para construção de escritórios e estabelecimentos alimentícios, por já possuírem revestimento térmico e acústico;

    Vejamos agora, os custos envolvidos no uso dos Módulos Habitacionais:

    Os valores envolvendo a venda de containers variam muito, devido as especificidades de cada um. Temos que analisar o fato de que o lugar de compra do container, também irá interferir no seu custo. Dessa forma, é possível encontrar preços mais acessíveis em cidades portuárias.

    Vantagens e Desvantagens:

    Não resta a menor dúvida que essas Caixas de Aço vêm causando uma verdadeira revolução no mercado da construção e inovando os projetos de diversos arquitetos ao redor do mundo.

    As Principais Vantagens são:

    • Durabilidade;
    • Economia;
    • Praticidade e versatilidade;
    • Sustentabilidade;
    • Agilidade da construção;
    • Flexibilidade;
    • Conforto na obra;
    • As Desvantagens:
    • Manutenção;
    • Espaço;
    • Regulamentação;
    • Mão de Obra Especializada;

    Fundações são necessárias para construção com containers?

    Como qualquer outro tipo de edificação, as construções com containers também precisam de fundação, embora essas edificações mantenham, na maioria das vezes, o terreno preservado, não alterando o relevo natural e como consequência a permeabilidade da maior parte do terreno.

    Na hora de escolher a fundação a ser utilizada, deve-se levar em consideração a localização, a condição do solo e o tipo de estrutura a ser suportada. A grande maioria das construções com containers usam sapatas rasas nas extremidades do container. A outra forma também usada são pequenos pilares de blocos de concreto, sob os quais o container será fixado. A economia gerada na etapa de fundação da obra com container é notável, uma vez que exige pouca mão de obra.

    Preciso de autorização para usar o container na construção?

    Sim, são necessárias algumas autorizações e aprovação do projeto pela prefeitura, para não correr o risco de multas e embargo da obra.

    As exigências para a construção usando o container são idênticas a qualquer outro meio de construção, porém é necessário saber que essas exigências podem variar de acordo com a localidade. Em alguns lugares, por exemplo, é obrigatória a autorização do Corpo de Bombeiros.

    Abaixo, seguem os documentos básicos que serão exigidos:

    Alvará de construção na Prefeitura: para conseguir esse documento, é preciso levar a matricula do imóvel, registrada em cartório, a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), esse documento traz as informações sobre o engenheiro e/ou arquiteto responsável pela obra. São ainda necessários: a planta baixa e a de vista arquitetônica, o esquema hidráulico e elétrico;

    O Habite-se (esse documento assegura que a obra foi feita dentro das exigências legais estabelecidas pelo órgão competente). Depois de obter o Habite-se, será emitido o Certificado de Conclusão de Obra, podendo então seguir com processo;

    Registro e Cadastro de Imóvel junto à Prefeitura, nesta etapa será possível registar que foi construído um imóvel no seu terreno. A etapa posterior é a solicitação de ligação de água e luz junto as concessionárias da região;

    Configurações e Layout da Edificação com Container

    Arquitetos e projetistas têm usado de toda a sua criatividade para transformar o espaço do container em algo surpreendente. As alternativas de projetos são variadas e os recursos podem ser usados de forma versátil e agradável.

    Como exemplo amplamente utilizado, podemos citar os projetos de Casas Container, que recebem recortes, inserção de elementos externos, revestimentos e equipamentos, e tem sido visto, com uma certa frequência, em mostras de decoração. Essas casas têm um aspecto moderno e alternativo e uma variedade de estilos, que vão desde o industrial ao clássico.

    As construções com containers geralmente aproveitam as portas nas extremidades para criar um ambiente arejado e iluminando, com luz natural, no interior da residência. Outra opção é aproveitar a parte superior do módulo para criar vários tipos de ambientes, como: local para realizar encontros com amigos e familiares, um jardim, um solário e outras ideias que possam surgir.

    O layout aberto do container é propício para a configuração de ambientes amplos e integrados, onde, na maioria das vezes, a área social é desenvolvida em um único plano, enquanto a área íntima permanece isolada.

    No Brasil, esse tipo de construção ainda é pouco comum, mas já tem empresas especializadas, que vendem o container e disponibilizam o projeto. O uso comercial também tem sido explorado e até alguns eventos conhecidos como o Rock In Rio, que usou o módulo como bilheteria e banheiro. Nas olimpíadas de 2016 foram utilizados em torno de 1.600 containers para diversos serviços: cozinha, vestiário, escritório, etc.

    Quanto custa construir uma Casa Container?

    Se levarmos em conta que o preço médio de um container para uso em construção seja de R$6.000,00 a R$20.000,00 e que um projeto com esse material gira em torno de R$10.000,00 a R$20.000,00, temos um valor de aproximadamente R$40.000,00 para que o sonho da casa própria se realize. Alguns proprietários de casa container dizem que o mais interessante é a versatilidade que essa opção oferece.

    A primeira Casa Container construída no Brasil foi em 2009, em São Paulo e o projeto foi inspirado no layout industrial, gerando contraste do metal e o acabamento de outros materiais. Em outros países como Inglaterra, Holanda e até na Argentina, que tem o Shopping Quo Container Center, construído com 57 containers, de diversas cores, os projetos com o uso de containers são mais ousados.

    Peça uma cotação de container direto de fábrica!

    Os melhores preços de container para qualquer utilização.
    Cotacão de container direto de fábrica indústria Container SA
    crossmenuarrow-right